Xiaomi alcança a marca de 500 milhões de usuários no mundo

Relatório confirma marca de mais de meio bilhão de usuários ativos com dispositivos móveis da Xiaomi. Empresa está há 11 anos no mercado.

A fabricantes de celulares, Xiaomi, cresceu muito nos últimos anos e começou a ocupar grande parte do mercado de smartphones e outros dispositivos móveis em todo o mundo.

De acordo com um levantamento da Counterpoint Research, a fabricante chinesa atingiu a marca de 500 milhões de smartphones instalados (entre usuários ativos) no início do trimestre, tornando-se a terceira empresa de telefonia móvel depois da Samsung e Apple, a atingir esse número.

Conhecida mundialmente por ser uma fabricante alternativa de smartphones com preços mais acessíveis que as líderes de mercado, a Xiaomi passou por diversos processos até atingir a marca mais atual.

Nos últimos anos, principalmente após a pandemia do COVID-19, a empresa vem apostando em aparelhos de linha premium com preços semelhantes aos aparelhos de marcas que estão há anos no mercado.

(Fonte: Xiaomi / Reprodução)
(Fonte: Xiaomi / Reprodução)

Participação de Mercado consumidor da Xiaomi

A marca fundada na China alcançou um grande número de usuários, principalmente no mercado doméstico. A expansão global da Xiaomi foi alta, principalmente na Índia e na Europa, onde se tornou um dos três principais OEMs (fabricantes de equipamentos originais) no primeiro trimestre de 2022.

A empresa também alcançou vários usuários em outras regiões, como a América do Sul.

Além disso, a participação de mercado da Xiaomi no primeiro trimestre deste ano foi alta nos principais mercados regionais. Na Índia, a empresa teve uma participação de 23,2%, na China a fabricante teve 14,4% do total do mercado regional, enquanto na Europa a Xiaomi teve uma participação de 12,6%.

Grande parte dessa popularidade se consolidou com o lançamento da linha Redmi Phone, que se tornou concorrente direta de nomes como Moto G e Galaxy A, apresentando características medianas e desempenho satisfatório até para os mais exigentes.
Em conclusão, é possível que a fabricante invista no mercado para mais IoT em mercados de rápido crescimento como a Índia e expanda ainda mais seu portfólio de produtos para continuar concorrendo com as gigantes Apple e Samsung.

> Assine nossa News Later para ler conteúdos exclusivos!

Quer receber Notícias Diárias no Telegran? Clique aqui. 

Você vai gostar de ler:

Comentários estão fechados.