Você sabe o que é o grupo do G20? Saiba agora a importância

Recentemente reunido no Brasil, o grupo do G20 é um fórum internacional de cooperação econômica. Saiba mais sobre o seu funcionamento.

O Grupo do G20, ou Grupo dos Vinte, é um fórum internacional de cooperação econômica que reúne as dezenove maiores economias do mundo, além da União Europeia.

Neste artigo, vamos explorar mais a fundo o que é o G20, sua origem, importância e como ele funciona, além de destacar seus membros e áreas de atuação.

Quais as origens e objetivos do grupo do G20?

O G20 surgiu em 1999, em resposta às crises financeiras que abalaram a economia mundial na década de 1990.

Na época, os países industrializados do G7 perceberam a necessidade de envolver as economias em desenvolvimento nas discussões sobre a economia global, reconhecendo que essas nações desempenhavam um papel crucial na estabilidade econômica global.

Dessa forma, o objetivo principal do G20 é coordenar políticas econômicas entre seus membros.

Isso inclui a promoção da estabilidade econômica, o estímulo ao crescimento sustentável, a prevenção de crises financeiras e a modernização da economia global.

A importância do G20

A relevância do G20 se tornou ainda mais evidente durante a crise financeira global de 2008.

Desde então, os líderes dos países membros se reúnem anualmente para discutir questões econômicas globais e adotar medidas conjuntas para restaurar o crescimento econômico e reformar as instituições financeiras.

Juntos, esses países representam aproximadamente 80% do PIB mundial, 75% do comércio internacional e 66% da população global.

Além de questões econômicas, o G20 aborda temas como mudança climática, desenvolvimento sustentável, segurança alimentar, saúde global, combate à corrupção, emprego e educação.

Ele também busca promover a cooperação com outras organizações internacionais, como o Fundo Monetário Internacional (FMI), o Banco Mundial, a Organização das Nações Unidas (ONU) e a Organização Mundial do Comércio (OMC).

Funcionamento do G20

O G20 não possui uma estrutura formal permanente.

Vale destacar que a presidência do grupo é exercida rotativamente por um dos países membros, que é responsável por organizar as reuniões e definir a agenda.

Ademais, a presidência também forma a Troika, um mecanismo de coordenação composto pelo país que preside atualmente, o país anterior e o próximo na sequência.

Nesse sentido, as decisões do G20 são tomadas por consenso e não são legalmente vinculativas.

Contudo, espera-se que os países sigam as orientações como um sinal de responsabilidade e cooperação internacional.

Após cada reunião, é publicado um comunicado detalhando os principais pontos discutidos e as conclusões alcançadas.

Membros do G20

Os membros do G20 são países de grande influência econômica e política. Além da União Europeia, os membros incluem:

  • África do Sul
  • Alemanha
  • Arábia Saudita
  • Argentina
  • Austrália
  • Brasil
  • Canadá
  • China
  • Coreia do Sul
  • Estados Unidos
  • França
  • Índia
  • Indonésia
  • Itália
  • Japão
  • México
  • Reino Unido
  • Rússia
  • Turquia

Outros países e organizações internacionais podem ser convidados a participar das reuniões do G20, dependendo do interesse e relevância das questões em discussão.

Comentários estão fechados.