Veja 9 Dicas importantes para evitar o roubo de dados

Quer saber como se proteger do roubo de dados através de apps que instalamos todos os dias em computadores e smartphones? Confira

E se você descobrir que autorizou o roubo de dados do seu smartphone? Ou que todos os seus e-mails particulares fossem lidos? Você talvez fique chocado. E se alguém disser que até 2017 isso realmente aconteceu? Pois, quem criou uma conta no Gmail sem ler os termos de uso, aceitou que a empresa usasse uma tecnologia que lia todas as informações trocadas via e-mail.

Na verdade, isso ainda acontece mesmo após a LGPD. A seguir, entenda o que está por trás dos termos de uso de sites e apps que instalamos todos os dias em computadores e smartphones. Também saiba como se proteger do roubo de dados. Confira!

Como os apps “gratuitos” ganham dinheiro?

Para começar, nada nesse mundo é de graça. Então, se você não precisa pagar com dinheiro para usar um aplicativo é porque o preço é um só: você. De fato, seja usando seu tempo, mostrando anúncios ou usando os dados coletados do seu smartphone, de alguma forma ele lucra. Mas, se ele solicita e o usuário concede, não é mais roubo de dados, tecnicamente.

Aliás, um aplicativo que ficou muito famoso em 2019 oferecia a oportunidade do usuário se ver no sexo oposto ou com alguns anos a mais. Pois, os termos de uso desse app eram tão absurdos que o PROCON-SP multou em R$7 milhões e o retirou das lojas de aplicativos. Qual era o perigo?

Ao aceitar sem ler os termos de uso, os usuários concordaram em ceder os direitos de uso daquelas fotos carregadas no app. Ou seja, poderiam ser vendidas para bancos de imagens e usadas em anúncios ou para qualquer outro fim sem o conhecimento do dono. Infelizmente, não para por aí.

Em alguns casos, o aplicativo solicita acesso à galeria e ao concordar com os termos de uso, o usuário concede ao desenvolvedor o direito de usar todas as imagens a que ele tiver acesso. Além disso, vírus podem ser baixados por meio de aplicativos suspeitos, favorecendo o roubo de dados do seu dispositivo.

Como se proteger do roubo de dados

  1. Mantenha um antivírus ativo em seu dispositivo.
  2. Sempre use senhas fortes.
  3. Não dê permissão de acesso sem ler os termos de uso, sob nenhuma circunstância. Caso contrário, mesmo que você desinstale o software, as informações coletadas ainda podem ser usadas em qualquer parte do mundo.
  4. Não se conecte a redes públicas como em aeroportos, hotéis, restaurantes etc, caso vá utilizar aplicativos de bancos físicos ou digitais.
  5. Dê preferência para a rede 3G ou 4G em lugares públicos, dificultando assim o roubo de dados.
  6. Jamais dê nenhum tipo de informação por telefone para desconhecidos, como códigos enviados por mensagem de texto. Pois, os apps dependem desses códigos para serem ativados em caso de clonagem do seu número.
  7. Bloqueie a instalação ou download automático de aplicativos ou mídias.
  8. Ative a verificação em 2 passos para o seu Whatsapp. Dessa forma, o aplicativo solicita senha de forma aleatória ou quando é reinstalado.
  9. Faça o mesmo em apps bancários.

Fique ligado!

Estamos na era da informação e ela custa muito caro. Por isso, o roubo de dados é um negócio lucrativo para empresas de procedência duvidosa. Então, leia os termos de uso antes de aceitar as regras de um app só porque ele promete algo legal.

Pense bem se a diversão vale os possíveis problemas que o uso indevido da sua imagem e o roubo de dados pessoais podem gerar.

RECEBA NOVIDADES PELO CANAL DO TELEGRAM

Você também precisa ler:

Comentários estão fechados.