Como o The Eras Tour da Taylor Swift impulsiona a economia?

Descubra Como o The Eras Tour da Taylor Swift impulsiona a economia dos países que ela visita, gerando empregos e renda.

Taylor Swift é uma das artistas mais populares e influentes da atualidade, com uma carreira musical que abrange diferentes gêneros e estilos.

Contudo, uma boa pergunta que se tem feito é: como o The Eras Tour da Taylor Swift impulsiona a economia? dos países que ela visita?

Iremos responder tal indagação neste artigo!

Como o The Eras Tour da Taylor Swift impulsiona a economia?

Em 2023, ela iniciou sua turnê mundial chamada The Eras Tour, na qual ela apresenta músicas de todos os seus álbuns, desde o country ao pop, passando pelo folk e pelo rock.

A turnê é um sucesso de público e crítica, com shows esgotados em vários países, como Estados Unidos, México, Argentina, Brasil, Japão, Austrália, França e Suécia.

Além de proporcionar entretenimento e emoção para os fãs, a turnê também tem um impacto positivo na economia dos locais que ela visita.

Segundo um relatório da Oxford Economics, a indústria de shows e entretenimento ao vivo é um motor econômico significativo nos Estados Unidos, gerando um impacto total de US$ 132,6 bilhões em 2019, apoiando 913 mil empregos e gerando US$ 42,2 bilhões em renda.

De que maneira o The Eras Tour faz isso?

Esses números se devem aos gastos diretos e indiretos dos organizadores dos eventos, dos artistas e dos espectadores nas economias locais.

Os gastos diretos incluem os custos operacionais dos locais dos eventos, como salários, marketing, serviços profissionais e legais.

Já as despesas indiretas incluem os gastos dos espectadores fora dos locais dos eventos, como alimentação, hospedagem e compras no varejo. Esses gastos geram renda e impostos para os negócios e famílias locais, além de estimular outros setores da economia.

Taylor Swift é citada em relatório do Banco Central dos EUA

No Livro Bege do Fed, o banco central dos Estados Unidos, houve menção ao nome de Taylor Swift.

De acordo com o relatório da unidade do estado da Filadélfia, a recente turnê da cantora teve um impacto positivo na recuperação do setor de turismo na região, impulsionando a alta demanda por hospedagens.

Setor de entretenimento gera grande impacto

Um estudo da Universidade do Maine analisou o impacto econômico local de 41 shows de música popular realizados entre 2010 e 2012 em Bangor, Maine.

O estudo estimou que cada espectador gastou em média US$ 62 em refeições e US$ 98 em acomodações por show. Não apenas, o impacto econômico total dos shows foi de US$ 30,7 milhões em produção, uma média anual de 156 empregos em tempo integral e parcial e US$ 9,7 milhões em renda.

Esses exemplos mostram como os shows de música popular podem beneficiar as economias locais, criando empregos, renda e impostos.

No caso do The Eras Tour da Taylor Swift, o impacto pode ser ainda maior, considerando a magnitude e a abrangência da turnê.

Além disso, a turnê também pode gerar benefícios culturais e sociais para os países que ela visita, promovendo a diversidade artística, o intercâmbio cultural e a inclusão social.

Portanto, podemos concluir que o The Eras Tour da Taylor Swift é mais do que um espetáculo musical. É também uma forma de contribuir para o desenvolvimento econômico e social dos países que ela visita. E você, já garantiu o seu ingresso? 😊

Comentários estão fechados.