Tesouro Direto: conheça tudo sobre os títulos públicos.

Tesouro Pósfixado, Tesouro IPCA com juros, Tesouro Selic, dentre outros. Conheça agora tudo sobre os títulos públicos do tesouro direto

Chegou a hora de você conhecer os Títulos Públicos! Recentemente abordamos tudo sobre o que realmente é e como funciona o Tesouro Direto. Agora, falaremos dos títulos públicos de um jeito claro e objetivo.

Vale destacar ainda que uma das principais vantagens do Tesouro Direto é a possibilidade do investidor montar sua carteira conforme os seus objetivos e necessidades. Portanto, uma grande diferença em comparação com a caderneta de poupança ou fundos de investimento do seu banco. Então, chegou a hora:

Confira os títulos públicos disponíveis no tesouro direto.

Incialmente, entre os títulos públicos ofertados, o investidor deve escolher aqueles cujas características sejam compatíveis com o seu perfil e seus objetivos financeiros. Ademais, há títulos de curto, médio e longo prazo.

Nesse sentido, por exemplo, se você pretende trocar de carro daqui a dois anos, o ideal é que compre um título com vencimento neste mesmo período (título de curto prazo). Agora, se você pretende comprar a casa ou apartamento dos seus sonhos em 5 anos, o título também deve ter a data de vencimento próxima a este prazo (título de médio prazo).

Por fim, se você pretende ter uma aposentadoria tranquila quando parar de trabalhar daqui a 20 anos, o título escolhido também precisa ter seu vencimento neste mesmo prazo (título de longo prazo). Isto é, esse  exemplo trata-se de uma regra muito simples, mas que muitas pessoas ignoram.

Regra básica dos Títulos Públicos do Tesouro Direto.

Primeiramente, as pessoas geralmente compram títulos de longo prazo quando já sabem que vão utilizar parte do dinheiro no curto prazo. Desta forma consequentemente, por precisar resgatar o dinheiro antes do vencimento do título, podem comprometer a rentabilidade desse investimento.

Em suma, agora que entendemos a importância de escolher o título com o prazo alinhado com seus objetivos, vamos conhecer os tipos de título existentes no mercado. No Tesouro Direto, você pode optar por adquirir títulos públicos prefixados e pós-fixados.

Tesouro Direto: entenda o que são os títulos públicos prefixados.

A princípio, os títulos prefixados possuem rentabilidade definida no momento da compra. Isto é, o investidor sabe exatamente o valor que irá receber se permanecer com o título até a data de seu vencimento.

Assim, os títulos prefixados são Tesouro Prefixado (antes chamado de LTN – Letra do Tesouro Nacional) e o Tesouro Prefixado com Juros Semestrais (antes chamado de NTN-F – Nota do Tesouro Nacional – Série F).

LEIA MAIS:

Esses títulos são indicados para o investidor que acredita que a taxa prefixada será maior que a taxa de juros básica da economia.

Tesouro Direto: entenda o que são os títulos públicos pós-fixados.

De antemão, os títulos pós-fixados possuem seu valor corrigido por um indexador. Nesse sentido, a rentabilidade da aplicação depende do desempenho do indexador e da taxa contratada no momento da compra.

Com isso, os títulos pós-fixados ofertados no Tesouro Direto são: Tesouro IPCA, Tesouro IPCA com Juros Semestrais e Tesouro Selic. Vale destacar ainda que o Tesouro Nacional adotou estes nomes autoexplicativos, em substituição à “sopa de letrinhas” utilizada antes.

Tesouro Direto: características dos títulos ofertados:

Tesouro Prefixado

A princípio, no Tesouro Prefixado como o próprio nome já diz, ou seja, significa que possui rentabilidade definida no momento da compra. Isto é, esse título possui fluxo de pagamento simples, ou seja, o investidor faz a aplicação e recebe, na data de vencimento do título, o valor de face (valor investido somado à rentabilidade).

Logo, por se tratar de título prefixado, o investidor sabe exatamente o retorno do título se carregá-lo até a data de vencimento. Em outras palavras, se permanecer com o título até o momento do resgate, sem vendê-lo antecipadamente, vai receber o valor conforme informado.

Veja as características:

  • O investidor sabe exatamente a rentabilidade a ser recebida até a data de vencimento;
  • O investidor sabe exatamente o valor bruto, em reais, a ser recebido por unidade de título na data de vencimento;
  • Tem fluxo simples: uma aplicação e um resgate;
  • Maior disponibilidade de vencimentos para a negociação no Tesouro Direto;
  • Indicado para o investidor que acredita que a taxa prefixada será maior que a taxa de juros básica da economia naquele mesmo prazo do título.

Tesouro Prefixado com juros semestrais

Antecipadamente, no Tesouro Prefixado com Juros Semestrais o investidor sabe exatamente o retorno do título se carregá-lo até a data de vencimento. Entretanto, no caso da Tesouro Prefixado com Juros Semestrais, o investidor recebe um fluxo de cupons semestrais de juros. Isto é, o que pode possibilitar aumento de liquidez e reinvestimentos.

Veja as características:

  • O investidor sabe exatamente a rentabilidade a ser recebida até a data de vencimento;
  • O investidor sabe exatamente o valor bruto a ser recebido por unidade de título na data de vencimento;
  • Indicado para o investidor que deseja obter um fluxo de rendimentos a cada seis meses (cupons de juros) a uma taxa de juros pré-definidaantes do vencimento do título;
  • Indicado para o investidor que acredita que a taxa prefixada será maior que a taxa de juros básica da economia.

Tesouro IPCA com juros semestrais

Por sua vez, o Tesouro IPCA  permite ao investidor obter rentabilidade em termos reais, mantendo seu poder de compra ao longo do tempo. Isto é, se protegendo de flutuações do IPCA (índice que mede a inflação do Brasil). Além disso, o investidor recebe um fluxo de cupons semestrais de juros, o que aumenta a liquidez possibilitando reinvestimentos.

LEIA MAIS:

Veja as características:

  • Proporciona rentabilidade real (acima da inflação);
  • Indicado para o investidor que deseja obter um fluxo de rendimentos periódicos (cupons semestrais);
  • Indicado para o investidor que deseja uma rentabilidade pós-fixada indexada ao IPCA;
  • Indicado para o investidor que deseja fazer poupança de médio/longo prazo, inclusive para aposentadoria, compra da casa própria e outros.

Tesouro IPCA

A princípio, o Tesou IPCA é um título semelhante ao Tesouro IPCA com Juros semestrais. Ou seja, permite ao investidor obter rentabilidade em termos reais, mantendo seu poder de compra ao longo do tempo e, consequentemente, se protegendo de flutuações do IPCA. No entanto, ele não oferece cupons semestrais de juros ao investidor.

Veja as características:

  • Proporciona rentabilidade real (acima da inflação);
  • Indicado para o investidor que deseja uma rentabilidade pós-fixada indexada ao IPCA;
  • Indicado para o investidor que deseja fazer poupança de médio/longo prazos, inclusive para aposentadoria, compra da casa própria, entreoutros;
  • Possui um fluxo simples: uma aplicação e um resgate;
  • Traz mais conforto ao investidor, pois suprime a preocupação e o trabalho necessários ao reinvestimento, e reduz o custo de transação;
  • Formação de preços simplificada, com metodologia de cálculo mais fácil para o investidor em relação ao Tesouro IPCA com Juros semestrais, que paga cupom de juros semestralmente.

Tesouro Selic

Inicialmente o Tesouro Selic é um título pós-fixado cuja rentabilidade segue a variação da taxa Selic, ouseja, a taxa de juros básica da economia.

Assim, sua remuneração é dada pela variação da taxa Selic diária registrada entre a data de liquidação da compra e a data de vencimento do título, acrescida, se houver, de ágio ou deságio no momento da compra.

Além disso, o Tesouro Selic é indicado para o investidor que deseja uma rentabilidade pós-fixada indexada à taxa de juros da economia (Selic).

Vale ainda destacar que o valor de mercado do Tesouro Selic apresenta baixa volatilidade, evitando perdas no caso de venda antecipada.

Mas também por isso sua rentabilidade tende a ser mais baixa que a dos demais títulos.

Logo, o Tesouro Selic possui fluxo de pagamento simples, ou seja, o investidor faz a aplicação e recebe o valor de face (valor investido somado àrentabilidade) na data de vencimento do título.

Veja as características:
  • Indicado para o investidor que deseja uma rentabilidade pós-fixada indexada à taxa de juros da economia (Selic);
  • Fluxo simples: uma aplicação e um resgate;
  • Único título que não possui rentabilidade negativa em caso de resgate antecipado.

Conclusão

Em suma, você acabou de conferir tudo sobre os títulos públicos do tesouro direto. Com isso, se não entendeu algo, tenha paciência e dedique parte do seu tempo para aprender a investir.

Pois a aquisição de conhecimento é o melhor investimento que você pode fazer, em qualquer área de sua vida.

Assine nossa News later e fique por dentro de todos os concursos do Brasil! Entre também no nosso canal do telegram e receba notícias diárias! 

Receba novidades pelo Canal do Telegram

LEIA MAIS:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.