Tecnologia antiembriaguez – Vai funcionar mesmo?

Tecnologia antiembriaguez parece coisa do futuro, mas já é uma realidade. Será que funciona mesmo? Descubra.

Já foi o tempo em que o motorista era o único cérebro de um automóvel. Atualmente, até a tecnologia antiembriaguez trabalha para a segurança e o conforto dos passageiros e condutores em rodovias no Brasil e no mundo.

Afinal, mortes e acidentes com sequelas graves são problemas de trânsito em todo lugar. De fato, um projeto de lei criado nos Estados Unidos tornou compulsória a implantação de tecnologia antiembriaguez em automóveis produzidos no país.

No Brasil, ainda não existem leis sobre o assunto. Mas, já existem muitos usuários e interessados no funcionamento de sistemas que auxiliem na diminuição de acidentes, consequentes lesões, mortes e prejuízos no trânsito devido aos graves acidentes causados pelo uso do álcool ao volante.

A seguir, entenda como funciona a tecnologia antiembriaguez.

Você também precisa ler:

Como a tecnologia antiembriaguez funciona

Na verdade, existem diferentes tipos de sistemas que utilizam a tecnologia antiembriaguez para impedir que o motorista pegue o volante ou até ligue o carro caso esteja sob efeito de etanol.

Nesses casos, o sistema pode ir de detectar por bafômetro a concentração de álcool no sangue (CAS) do motorista até monitorar a capacidade de se manter no curso.

Nos Estados Unidos, a nova lei dá liberdade aos fabricantes para escolherem o tipo de sistema que será implantado em seus automóveis, desde que isso seja feito até 2027, quando a obrigatoriedade passa a valer.

Da mesma forma, esforços estão sendo feitos na Austrália para garantir que a tecnologia antiembriaguez também passe a ser obrigatória em carros produzidos no país.

Desde o início dos anos 2000, diferentes sistema têm sido desenvolvidos e testados, como os seguintes:

  • Bafômetro
  • Alarmes
  • Sistema de frenagem e ajuste de trajetória
  • Câmeras de monitoramento

Bafômetro

De fato, já existem ônibus equipados com o sistema que só desbloqueia para condução após teste etílico realizado pelo motorista.

Ou seja, se o condutor apresentar a mínima concentração de álcool, o volante bloqueia e impede que o veículo saia do lugar.

Aliás, em um teste realizado, o bafômetro acusou embriaguez após o condutor ingerir bombons que continham álcool, tamanha a sensibilidade do sistema.

Alarmes

Na tentativa de impedir os danos causados pelo uso do álcool, outra tecnologia antiembriaguez é o uso de alarmes que são disparados caso o automóvel saia do curso normal.

Na verdade, esse sistema também é eficiente em caso de fadiga ou sonolência ao volante.

Sistema de frenagem e ajuste de trajetória

Nesse caso, fazendo uso da mesma tecnologia de detecção de desvio de curso, o automóvel aciona freios de forma a recolocar o automóvel no curso correto.

No entanto, o ideal seria lançar mão de vários sistemas integrados que operem de forma complementar para impedir acidentes graves nas rodovias, mesmo com a mínima interferência dos motoristas.

Caso haja uma emergência, esses sistemas impedem um acidente grave. Como? Bom, as câmeras que monitoram o veículo podem detectar a incapacidade do motorista. Em seguida, uma tecnologia de condução automática pode encaminhar veículo e condutor para outro local.

Câmera de monitoramento

O uso mais comum é com a finalidade de detectar o nível de cansaço de condutores profissionais como a câmera que monitora os olhos do motorista e soa um alarme caso eles fiquem fechados mais tempo que o normal ou boceje repetidas vezes, por exemplo.

Nesse caso, a tecnologia antiembriaguez é aplicada também para impedir que motoristas exaustos assumam a direção.

Tentativa e erro

Como toda tecnologia, na indústria automobilística tudo depende de inúmeros teste e muitos ajustes.

Por isso, esses sistemas já estão presentes em carros há mais de 20 anos. Num futuro, próximo, pode ser que a tecnologia seja acessível e utilizada por todos os tipos de automóveis.

Assine nossa News later e fique por dentro de todos os concursos do Brasil! Entre também no nosso canal do telegram e receba notícias diárias! 

Você também precisa ler:

Comentários estão fechados.