Stranger Things: Porque a série é um fenômeno de um sucesso

A série Stranger Things retrata um grupo de amigos envolvidos em uma série de eventos sobrenaturais na calma cidade de Hawkins.

Você já deve ter encontrado uma imagem pela internet afora, ou ao menos visto um amigo na sua timeline do Facebook comentando a última estreia da Netflix!

Pois bem, a série “Stranger Things “é uma série de ficção científica que vai conquistar até quem não curte tanto a vibe retrô, ou pelo menos histórias com um toque de eventos sobrenaturais. Mas afinal, o que há de tão especial nessa série que é ainda mais popular que a série Game of Thrones?

Para quem está completamente fora do comum, apresentamos o cenário sem spoilers de “Stranger Things”: A série se passa em 1983 na pacata cidade de Hawkins, Indiana.

Segundo o roteiro, tudo estava indo bem até que o filho de Joyce (Winona Ryder) desapareceu misteriosamente. Juntamente com a batida policial, os garotos Mike (Finn Wolfhard), Lucas (Caleb McLaughlin) e Dustin (Gate Matarazzo) decidem investigar e acabam descobrindo experimentos ultra-secretos do governo, poderes sobrenaturais e uma garotinha muito estranha que tem uma tatuagem do número onze no pulso.

Desse jeito, você viu que vai longe, não é? Ainda assim, confira alguns motivos pelos quais Stranger Things está na moda e prepare-se para a maratona do fim de semana!

Stranger Things: Referências a produções de sucesso

O enredo é uma verdadeira declaração de amor aos anos 80. Muitas referências à cultura pop da época já foram encontradas por quem já revisou pelo menos alguns episódios.

Você também precisa ler:

Do videogame Atari às roupas e trilha sonora, muitos ícones do período prometem levar o público a uma viagem nostálgica no tempo, incluindo até menções a filmes clássicos como Poltergeist (1982), The Enigma of Another World (1982), Evil Dead (1982) e até The Goonies (1985).

O Elenco

Da misteriosa garota com poderes psíquicos interpretada por Millie Bobby Brown (sem dúvida, a grande revelação da série) ao menos promissor estudante popular Steve (Joe Keery), todos os personagens têm seu momento e estão ansiosos por isso de uma maneira ou outro acabam cativando o público.

Ademais, Ryder mostra que ainda tem muito a descobrir ao interpretar a mãe que perdeu o filho e está à beira da insanidade, e não tem como não se apaixonar pelo trio formado pelos pequenos Finn Wolfhard, Gaten Matarazzo e Caleb McLaughlin .

A fotografia e direção de arte

A caracterização dos anos 80 é perfeita. A vibe retrô recriada é simplesmente impecável.

Todos os episódios são obrigatórios

Ao contrário de séries de longa duração com temporadas mais longas, a série Stranger Things é compacta e descomplicada. Não há fillers (como são chamados os episódios, feitos para preencher a lacuna entre um evento e outro) e absolutamente todas as cenas são necessárias. O resultado é um enredo bem entrelaçado e completo – quase como um filme um pouco mais longo.

> Assine nossa Newsletter para ler conteúdos exclusivos!

Quer receber Notícias Diárias no Telegram? Clique aqui.

Comentários estão fechados.