SAIU! Concurso MP AP: edital publicado. Remuneração de até R$ 7 mil.

Boas notícias, concursandos: foi publicado nesta terça-feira (06/04) o edital   do Ministério Público do Estado do Amapá (Concurso MP/AP).

O concurso conta com vagas para nível médio e superior, e tem como banca examinadora a Cebraspe. Sendo assim, as inscrições estarão abertas de 08/04 a 07/05.

As taxas de inscrições têm o valor de R$ 84 para nível médio e R$ 107 para nível superior.

  • Concurso MP AP: Cargos e Remuneração 
  • Concurso MP APOrganização e etapas do certame
  • Concurso MP AP: Atribuições para TOMAR POSSE
  • Concurso MP AP: Considerações Finais

Concurso MP AP: Cargos e Remuneração

O edital para servidores oferece cargos de Analista Ministerial e Técnico Ministerial.

O cargo de Técnico Ministerial exige nível médio, com remuneração inicial de R$ 4.584,25, acrescido de auxílio-alimentação de R$ 1.372,75 e jornada de trabalho de 30 horas semanais.

Já o cargo de Analista Ministerial exige nível superior, nas seguintes especialidades:

  • Analista Ministerial – Especialidade: Psicologia;
  • Analista Ministerial – Especialidade: Serviço Social;
  • Analista Ministerial – Especialidade: Tecnologia da Informação.

Para o cargo de Analista Ministerial, a remuneração inicial é de R$ 6.239,72, acrescido de auxílio-alimentação de R$ 1.372,75 e jornada de trabalho a critério do Procurador-Geral de Justiça.

Concurso MP AP: Organização e etapas do certame

Cargo: Analista Ministerial

Para o cargo de Analista Ministerial, o certame terá as seguintes etapas:

1ª Etapa: Prova Objetiva (P1) de Conhecimentos Gerais, contendo 30 questões de caráter eliminatório e classificatório, contendo as seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa;
  • Ética na Administração Pública e Legislação;
  • Legislação Estadual e Institucional;
  • Noções de Direito Constitucional;
  • Noções de Direito Administrativo.

2ª Etapa: Prova Objetiva (P2) de Conhecimentos Específicos acerca de casa especialidade, contendo 30 questões de caráter eliminatório e classificatório;

3ª Etapa: Prova Discursiva (P3), de caráter eliminatório e classificatório;

4ª Etapa: Exame de Aptidão Psicológica, de caráter eliminatório;

5ª Etapa: Avaliação de Títulos, de caráter classificatório.

Cargo: Técnico Ministerial

Para o cargo de Analista Ministerial, o certame terá as seguintes etapas:

1ª Etapa: Prova Objetiva (P1) de Conhecimentos Gerais, contendo 30 questões de caráter eliminatório e classificatório, contendo as seguintes disciplinas:

  • Língua Portuguesa;
  • Ética na Administração Pública e Legislação;
  • Legislação Estadual e Institucional;
  • Noções de Direito Constitucional;
  • Noções de Direito Administrativo.

2ª Etapa: Prova Objetiva (P2) de Conhecimentos Específicos, contendo 30 questões de caráter eliminatório e classificatório, contendo as seguintes disciplinas:

  • Noções de Administração;
  • Noções de Arquivologia;
  • Noções de Recursos Materiais;
  • Noções de Informática;
  • Atualidades (pertinente à prova discursiva).

3ª Etapa: Prova Discursiva (P3), de caráter eliminatório e classificatório;

4ª Etapa: Exame de Aptidão Psicológica, de caráter eliminatório.

Concurso MP AP: Atribuição para TOMAR POSSE

Nesse diapasão, frise-se, que para tomar posse no Concurso MP AP, seja nos cargos de nível médio ou superior, é necessário que o candidato atenda aos seguintes requisitos:

  • Seja aprovado e classificado no certame, conforme edital;
  • Ter idade mínima de 18 anos;
  • Possuir nacionalidade brasileira ou portuguesa;
  • Estar em dias com as obrigações eleitorais;
  • Possuir aptidão física e mental para o exercício do cargo;
  • Possuir nível de escolaridade compatível com o cargo;
  • Não possuir débitos fiscais ou judiciários;
  • Comprovar a veracidade dos dados e informações prestados no momento da inscrição.

Considerações Finais

Para o Concurso MP AP, é importante que o candidato já esteja se preparando, pois as inscrições estão abertas e as provas já possuem data definida.

Além disso, é importante ressaltar que a preparação deve abranger tanto a prova objetiva quanto a prova discursiva, já que o certame conta com essas duas etapas.

Neste caso em que o edital já foi publicado e as inscrições estão abertas, o estudo pós-edital exige do candidato foco e consistência para alcançar os resultados, alcançando a tão sonhada posse!

Comentários estão fechados.