O que é remessa internacional e como funciona? Saiba mais!

A remessa internacional de dinheiro trata-se do ato de envio envolvendo dinheiro de um país para outro por meio de transferência eletrônica.

A remessa internacional de dinheiro trata-se do ato de envio envolvendo dinheiro de um país para outro por meio de transferência eletrônica.

Pois para realizar esta ação é necessário trocar as moedas de origem e destino antes de realizar a transferência propriamente dita.

Nesse sentido, é importante ressaltar que esta operação pode ser realizada por pessoas físicas e empresas.

Os órgãos que permitem são bancos, correios e plataformas online autorizadas pelo Banco Central do Brasil.

Você sabia que transferências internacionais para compras no exterior, pagamentos de serviços prestados fora do país, investimentos podem ser feitos la fora e embarques e recebimentos de pagamentos em outros países!?

Leia e saiba mais!

O que é remessa internacional?

Se Maria que morava no Canadá quiser enviar um valor para seu pai que está no Brasil, ela recorrerá a uma transferência bancária.

Esta situação é apenas para esclarecer que a remessa internacional trata-se do envio de dinheiro entre pessoas ou empresas em diferentes países.

Isso é feito digitalmente e inclui uma troca, bem como uma conversão de moeda.

Conforme o Banco Central, órgão que regulamenta esse serviço no país, as seguintes instituições estão autorizadas a oferecer esse serviço:

  • Bancos;
  • Distribuidoras;
  • Corretoras;
  • Sociedades de crédito, financiamento e investimento.

Quem pode realizar remessa internacional?

Nesse ponto, tanto pessoas físicas quanto jurídicas podem realizar este tipo de operação.

Para tanto, basta procurar uma instituição credenciada e providenciar os documentos necessários para esse processo.

É um procedimento simples e existem instituições que oferecem esse serviço com apenas alguns cliques!

Nisso, uma das vantagens das transferências bancárias é que o expatriado pode enviar dinheiro de volta ao seu país de origem.

Também permitem o envio de recursos para familiares no exterior, como jovens participantes de um programa de intercâmbio.

Como funciona a remessa internacional?

Provavelmente você já criou um DOC, TED ou Pix.

No entanto, se o objetivo é transferir dinheiro para uma conta em outro país, o processo é um pouco diferente.

Assim, quando alguém precisa fazer um pagamento ou recebimento usando moedas de países diferentes, é necessário convertê-lo em moeda, para isso indicamos o nome da operação de câmbio.

No momento em que o dinheiro é enviado do exterior para cá, as ordens de pagamento poderão ser emitidas em moeda estrangeira ou do país, contudo, são sempre pagas em reais no Brasil.

Para encaminhar dinheiro para o exterior, os pedidos devem ser feitos exclusivamente em moeda estrangeira.

Outro ponto são as regras e taxas instituídas por cada país e instituição financeira.

É importante que o processo esteja em conformidade com as exigências nacionais e internacionais para que seja realizado de forma segura e certa.

Quais os custo desta operação?

O custo de uma remessa internacional de dinheiro varia de acordo com a instituição.

Na grande maioria, as plataformas digitais comummente ofertam condições mais favoráveis ​​do que as instituições financeiras tradicionais.

Abaixo estão as principais taxas que podem ser cobradas por este serviço:

  • Taxa Administrativa: Cobrada para compensar as instituições pelos custos administrativos incorridos com este serviço.
  • Taxa de Câmbio: Pode ser cobrada pelas instituições para conversão de moeda. Baseia-se na cotação do dólar comercial ou do dólar turístico, dependendo do tipo de transação.
  • Taxa bancária: taxa pela utilização do sistema interbancário para envio de dinheiro para outro país.
  • Taxa Swift: taxa dependente de por meio da plataforma de comunicação financeira entre bancos do mundo todo.

Além dessas taxas, também são cobrados impostos federais como imposto de renda e imposto sobre operações financeiras (IOF).

Dependendo do processo, taxas adicionais podem ser aplicadas.

Até que valor podem ser feitas transferências ao exterior?

O Banco Central considera operações de até 3.000 dólares norte-americanos como operações de baixo valor, para ordens de pagamento em moeda exterior e acima de até R$ 10 mil , para pedidos em reais.

Para remessas maiores, pode ser necessário fornecer documentos que justifiquem a operação, como faturas ou contratos.

 

Quer receber Notícias Diárias no Telegram? Clique aqui e acompanhe o nosso portal.

Comentários estão fechados.