Imposto de Renda 2022 e Auxílio emergencial: Como fica!?

Algumas pessoas devem informar o auxílio emergencial na declaração de imposto de renda de 2022. Confira quem entra nesta regra.

Imposto de Renda e Auxílio emergencial recebido

O prazo para entrega da declaração de imposto de renda está chegando ao fim. Segundo a RF (Receita Federa), os contribuintes devem apresentar o documento até 31 de maio. No entanto, muitas pessoas ainda têm dúvidas sobre a necessidade de declarar o auxílio emergencial recebido em 2021.

Diferentemente do ano passado, em 2022 não há regra específica exigindo a declaração do benefício. O que se aplica aos participantes do programa do governo é a regra geral que se aplica a todos os contribuintes.

O critério para a obrigatoriedade da declaração é ter auferido rendimento tributável superior a R$ 28.559,70 incluindo o referido benefício.

Você também precisa ler:

 

Quem tiver rendimentos isentos de impostos acima de R$ 40.000 ou pessoas que venderam um imóvel no último ano também devem apresentar o documento. Se você se encontra em uma dessas situações e já recebeu o auxílio emergencial, deve declarar o benefício na declaração de imposto de renda.

Auxílio emergencial na declaração de IR: Como informar?

Os beneficiários do Auxílio Emergencial que cumpram as regras gerais devem comunicar as parcelas auferidas no ano anterior (2021). Caso contrário, não há necessidade da informação. Para quem precisa declarar pagamentos na declaração de imposto de renda de 2022, os passos são os seguintes:

  • Abra a plataforma do Imposto de Renda (IR) e faça o login;
  • Localize o menu do lado esquerdo da tela;
  • Clique com o mouse em “Rendimentos tributáveis recebidos de pessoa jurídica”;
  • Se o auxílio estiver em nome próprio, clique em “Titular”. Se foi no nome de outro membro da família, clique em “Dependentes”;
  • Depois vá até em “novo” e informe o CNPJ que pertence ao Ministério da Cidadania (05.526.783/0003-27);
  • Digite o valor total do benefício que você recebestes em 2021;
  • Preencha os outros campos e clique em “OK” para terminar.

O auxílio emergencial trata-se de um rendimento tributável, assim como salários, pensões e aluguéis. Por isso, é incluído na declaração de imposto de renda para aqueles cuja renda estava acima do limite mínimo estabelecido pelo Ministério da Fazenda Federal. Este ano, no entanto, os beneficiários não terão que reembolsar os valores como em 2021.

O Auxílio Emergencial, também conhecido como Caixa Auxílio Emergencial, cuida-se de um programa de renda mínima do governo federal para os mais vulneráveis ​​durante a pandemia do COVID-19. O objetivo do subsídio foi mitigar o impacto econômico da pandemia de COVID-19 no Brasil.

> Assine nossa Newsletter para ler conteúdos exclusivos!

Quer receber Notícias Diárias no Telegram? Clique aqui. 

Você também precisa ler:

Comentários estão fechados.