Importação de carros em 2023: Vale a pena? Confira

Saiba se vale a pena a importação de carros e quais são as vantagens, desvantagens e cuidados que você deve ter ao realizar esse processo.

Importar um carro pode ser uma forma de adquirir um modelo que não é fabricado no Brasil, com mais tecnologia, segurança e conforto.

Mas será que essa modalidade compensa financeiramente? Quais são as vantagens e desvantagens de importar um carro? Quais são os cuidados que você deve ter ao realizar esse processo?

Pois bem, neste artigo, vamos responder essas e outras perguntas sobre a importação de carros.

Importar carro: porque é tão popular?

A importação de carros se tornou mais popular no Brasil nos últimos anos, principalmente por causa de três fatores:

  • Preço: Na maioria dos países europeus, a carga fiscal é menor quando comparada com Portugal. Isso faz com que os carros sejam mais baratos lá fora do que aqui. Mesmo com as taxas e impostos cobrados na importação, o valor final pode ser menor do que o mesmo modelo vendido no Brasil.
  • Maior oferta: É possível encontrar, noutros países, veículos que não estão disponíveis para entrega imediata em Portugal, pelo que importar carro pode abrir caminho a outros modelos ou motorizações que não existem no mercado nacional. Além disso, há a possibilidade de importar carros antigos, que são raros ou inexistentes no Brasil.
  • Benefícios fiscais: Alguns carros importados podem ter benefícios fiscais no Brasil, como a isenção ou redução do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados), dependendo do ano de fabricação, da potência do motor ou da categoria do veículo.

Requisitos para a importação de automóveis

Conforme as leis brasileiras vigentes, só é permitida a importação de carros novos (sem quilometragem) ou com mais de 30 anos de uso.

Somado a esse fator, os mesmos precisam estar registrados em um clube de veículos clássicos e na Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA).

Adicionalmente, existem algumas exceções para veículos de uso militar, automóveis destinados a doação, veículos herdados de pessoas estrangeiras ou carros de visitantes que não residem no Brasil.

Caso o carro a ser importado se enquadre em uma dessas classificações, é viável iniciar o procedimento de forma individual ou com a ajuda de uma empresa especializada.

Importar carro: quais são as desvantagens?

Apesar das vantagens, importar um carro também tem seus desafios e dificuldades. Veja alguns deles:

  • Burocracia: Tal ponto é uma das grandes dificuldades enfrentadas pelos que escolhem importar veículos. O trâmite é complexo e envolve vários órgãos do governo nacional, como a Receita Federal, o Ibama, o Inmetro e o Denatran. É necessário obter diversas licenças, autorizações e documentos para conseguir trazer o carro importado para o Brasil. Ademais, há sempre o risco de ter problemas na alfândega ou de pagar multas por algum erro no processo.
  • Demora: Outro inconveniente da importação de carros é o tempo que leva para receber o veículo. Além do prazo de entrega do país de origem, que pode variar de acordo com a disponibilidade do modelo e a distância até o Brasil, há também o tempo de liberação na alfândega e de legalização no Detran. Todo esse processo pode demorar meses ou até anos.
  • Manutenção: Um carro importado pode exigir mais cuidados na hora da manutenção. Isso porque nem todas as peças e componentes podem ser encontrados facilmente no Brasil, o que pode encarecer o serviço ou demandar mais tempo para a reposição. Além disso, nem todas as oficinas estão preparadas para lidar com carros importados, o que pode comprometer a qualidade do reparo.

Importar carro: como fazer?

Se você decidiu importar um carro, saiba que existem duas formas principais de fazer isso: por conta própria ou com a ajuda de uma empresa especializada.

  • Por conta própria: Nesse caso, você deve pesquisar os modelos disponíveis nos países que permitem a exportação para o Brasil, como os Estados Unidos e os países da União Europeia. Você deve entrar em contato com o vendedor ou a concessionária e negociar o preço e as condições de pagamento. Depois, você deve contratar um agente aduaneiro para cuidar da documentação e do transporte do veículo até o Brasil. Por fim, você deve pagar os impostos e taxas referentes à importação e legalizar o carro no Detran.
  • Com a ajuda de uma empresa especializada: Nesse caso, você pode contar com o auxílio de uma empresa que já tem experiência em importação de carros. Essa empresa pode oferecer uma assessoria completa, desde a escolha do modelo até a entrega do veículo no Brasil. Você deve pagar uma taxa pelo serviço prestado pela empresa, mas pode ter mais segurança e tranquilidade durante todo o processo.

Importar carro: vale a pena?

A resposta para essa pergunta depende de vários fatores, como o seu perfil, o seu orçamento e o seu objetivo ao importar um carro.

De modo geral, podemos dizer que a importação vale a pena se você procura um modelo específico que não é fabricado ou vendido no Brasil, ou se você quer ter um carro mais exclusivo, tecnológico e seguro.

No entanto, você deve estar ciente dos custos e das dificuldades envolvidas na importação de carros.Você deve pesquisar bem antes de fechar negócio e se preparar para enfrentar a burocracia e a demora na entrega do veículo.

Além disso, você deve cuidar bem da manutenção do seu carro importado para evitar problemas futuros.

Se você quer saber mais sobre como importar carros com segurança e economia, confira este curso online da Academia do Importador.

Lá você vai aprender tudo sobre o processo de importação e como reduzir significativamente o valor pago pelos produtos que deseja.

Gostou deste conteúdo? Acompanhe nosso blog para se manter atualizado sobre este e outros temas! Também, siga-nos pelo nosso canal Telegram.

Comentários estão fechados.