3 dicas financeiras importantes para começar a empreender

Você quer começar a empreender? Então, já sabe que organização financeira é fundamental, não é? Acompanhe três dicas para o seu negócio.

Começar a empreender é o sonho de muitos brasileiros, afinal, a possibilidade de aumentar seus ganhos e não ter que trabalhar para outra pessoa são os pontos que mais chamam atenção. Entretanto, ser o seu próprio chefe não é algo simples e precisa de muita responsabilidade, principalmente quando se trata da área financeira.

Sabe todas aquelas “seguranças” que você tem como empregado? Elas não são oferecidas para um empreendedor. Por isso, atenção nas finanças é importante.

Se você quer começar a empreender é fundamental que inclua a organização financeira nas suas estratégias. Afinal, você tem que pagar as contas do seu negócio em dia, pagar as suas contas pessoais através do seu pró-labore, investir e ter dinheiro em caixa.

Para entender melhor sobre isso, separamos três dicas financeiras para a sua empresa. Acompanhe!

Você também precisa ler:

Dicas financeiras se você quer começar a empreender

Começar a empreender é olhar para você como um empregado do seu próprio negócio. Então, não basta pensar nas finanças para manter a sua empresa, mas é necessário que você mesmo se pague para manter a sua vida pessoal.

Afinal, você trabalha para que ela funcione, então, nada mais justo que receba por isso. Dessa forma, entender sobre precificação é um dos pilares para o negócio começar a funcionar. 

Podemos dizer que a recomendação sobre precificação, ou seja, colocar o valor correto nos seus produtos/serviços para que sua empresa realmente tenha lucro e cresça, é uma dica extra.

Agora, vamos as outras três dicas financeiras para começar a empreender

Finanças pessoais e profissionais ficam separadas

Talvez seja o maior erro que os novos empreendedores cometem: misturar as contas pessoais com as da empresa. Quando isso acontece, o descontrole financeiro começa.

Você paga as contas de casa com o dinheiro do negócio ou tira do seu pessoal para comprar materiais da empresa.

Ou seja, uma confusão que só tem um resultado: prejuízo para o seu negócio. 

Ao começar a empreender é fundamental que saiba exatamente o que entra e o que sai da sua empresa.

Como você vai saber se a precificação está OK? Como vai saber se o seu negócio tem lucro ou prejuízo? Esses são apenas alguns dos questionamentos.

Entretanto, a verdade é que negócio é negócio. Chega de ser um empreendedor mirim que não sabe separar as coisas. 

A empresa também precisa de reserva de emergência

Você já deve saber que nenhuma empresa fatura todos os meses igualmente. Ou seja, tem meses que o negócio vai faturar mais e outros menos.

Por isso, para começar a empreender é fundamental que entenda sobre a reserva de emergência. Na verdade você precisa ter duas: uma para empresa e outra para sua vida pessoal.

A reserva de emergência precisa ter, no mínimo, seis meses do seu custo de vida e também da sua empresa.

Portanto, encontre um investimento de renda fixa e deposite todo mês um valor para aumentar a sua reserva.

Vale a dica acima: Não misture o profissional com o pessoal. Ou seja, uma reserva de emergência para cada lado. 

Estude cada vez mais

Em suma, pode até parecer clichê, não é? Pois saiba que não é. Adquirir conhecimento é fundamental para manter a saúde financeira da sua empresa.

Começar a empreender é mergulhar nos estudos sempre. Não basta conhecimento apenas do seu produto, você precisa de sempre mais.

Estude sobre empreendedorismo, finanças, inovações, vendas, conteúdos, marketing digital, negócios, entre tantos outros.

Além disso, pesquise sobre o seu mercado e seus concorrentes. Não deixe de se atualizar nunca sobre diversos assuntos importantes para crescer o seu negócio.

> Assine nossa Newsletter para ler conteúdos exclusivos!

Quer receber Notícias Diárias no Telegram? Clique aqui.

Comentários estão fechados.