Como investir em Tesouro Direto: 6 dicas práticas!

O tesouro direto atrai cada vez mais pessoas ao investimento. Ou seja, são mais brasileiros sendo transformados em investidores. Muitos querem sair da tradicional poupança e outros nem querem passar por ela. Além dos novos investidores, outros já experientes optam por investir em Tesouro Direto para diversificar a carteira e ter aquela garantia de retorno.

Entender sobre esse tipo de aplicação é fundamental para qualquer investidor. E, se você ainda tem dúvidas sobre como investir, separamos 6 dicas práticas para você começar já.

O que é Tesouro Direto?

Criado em 2002 pelo Tesouro Nacional, o Tesouro Direto tem como objetivo permitir que pessoas físicas comprem títulos do governo federal através do celular e do computador. Ou seja, quando você investe no Tesouro Direto, você empresta dinheiro ao governo que devolve com juros. 

O grande diferencial dessa aplicação e o que faz chamar muita atenção, é o valor baixo para investimento. Afinal, com R$30,00 você já consegue ser um investidor. Além disso, ele oferece liquidez diária.

Quando investir em Tesouro Direto, você vai encontrar várias opções de títulos públicos para diferentes perfis de investidores. Além disso, é possível escolher diferentes prazos de vencimento, remuneração e indexadores.




Quais são os seus objetivos?

Antes de realizar qualquer investimento, é fundamental entender o que você quer fazer com o dinheiro. Ou seja, quais são os seus objetivos? É muito mais fácil manter o foco quando você sabe o que conquistará com ele. Então, seja para fazer uma viagem, aposentadoria, compra de um carro ou entrada de um apartamento, a verdade é que não importa, o objetivo só precisa ser forte o suficiente para mantê-lo motivado todos os meses. 

Além de incentivá-lo, os objetivos permitem que você escolha o melhor tipo de título do Tesouro Direto. Sim, são diferentes tipos e cada um pode se adequar a uma realidade. Então, para aposentadoria, por exemplo, existe um título do Tesouro mais indicado. Agora, se o objetivo é uma viagem, a indicação será outra. 

Entenda os tipos de Títulos Públicos

Antes de pensar em começar a investir em Tesouro Direto é muito importante conhecer cada um dos títulos. 




  • Tesouro Selic: Esse é o tipo de título que rende diariamente, ou seja, todos os dias. Muitas pessoas pensam que o seu rendimento é mensal, o que é totalmente errado. Então, se você começou a investir hoje, mas decidiu tirar daqui a um mês, você receberá tudo o que rendeu todos esses dias. 
  • Tesouro IPCA +:  Esse paga a inflação, que é o mesmo do IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo). Em resumo, a inflação que será paga é referente ao período daquele ano, além de uma taxa pré-fixada. Ou seja, se você se interessou no Tesouro IPCA 2050 = 5%, você receberá a taxa pré-fixada (5%), além do que rendeu a inflação naquele ano. Então, se o investimento foi em IPCA de 4% e a inflação for de 4%, você receberá um total de 8%. 
  • Tesouro Pré-Fixado: É o único título que você vai investir em Tesouro Direto e saberá exatamente o quanto receberá no vencimento. Então, por exemplo, se você investir em um título que está pagando 7% ao ano e ele vence em 2023, você receberá 7% por cada ano até o vencimento.  

Lembrando que você também encontrará o Tesouro IPCA Juros Semestrais e o Tesouro Pré-Fixado, mas nenhum dos dois é indicado para juntar um patrimônio, como aposentadoria. Ou seja, se você quer realmente juntar dinheiro, a dica é ficar distante de qualquer título que seja de juros semestrais. 




Abra uma conta na corretora para começar a investir em Tesouro Direto

Muitos bancos oferecem esse serviço, mas você também encontra corretoras especializadas que não cobram taxa de administração. É muito importante pesquisar bem para não escolher errado. Se você já conhece algum investidor, procure por indicações. Outra opção muito interessante é encontrar profissionais de finanças renomados e pesquisar o que eles indicam. YouTube e outras redes sociais podem ajudar bastante no momento da pesquisa.

É preciso abrir uma conta na corretora para investir em Tesouro Direto
Abrir uma conta na corretora é um passo importante para começar a investir.

Ao criar sua conta é interessante que explore todas as informações cedidas pela corretora para começar a investir em Tesouro Direto. Faça testes para não se perder quando chegar a hora real da aplicação. Busque por corretoras que estejam disponíveis para tirar todas as suas dúvidas e auxiliá-lo na hora do investimento. 

Faça a sua transferência

Você não consegue depositar dinheiro direto na sua conta da corretora como você faz na conta do banco. Então, você precisa transferir o dinheiro da sua conta comum para a sua conta da corretora. 

Você recebe uma numeração comum, como as contas de bancos, que você utilizará para a transferência. Então, pode ficar despreocupado que não tem nenhum mistério no momento da transação. 




Estude muito antes de investir em Tesouro Direto

Investir em Tesouro Direto vale a pena, mas você precisa estudar bastante sobre ele para não errar na decisão. Lembra que falamos sobre os seus objetivos? Reveja todos eles e estude sobre cada tipo de títulos e qual se encaixa melhor para suas metas

Veja mais:

Hora de aplicar!

Agora que você já estudou e entendeu o que funciona melhor, é o momento da aplicação. Defina quanto investirá e transfira esse valor para a conta da corretora. Com o dinheiro já na conta, é hora de se tornar um investidor. Sabe como? Aplicando dinheiro naquele título mais indicado para seus objetivos. Pronto!

6 passos para começar a investir
Tenha clareza dos seus objetivos, estude bastante e depois faça sua aplicação.

Duas dicas extras importantes: Tenha uma organização financeira para tirar todo mês aquele valor para aplicação. Além disso, defina para quais objetivos você vai investir, o valor para cada um e o título de cada. Uma boa orientação é não investir no mesmo título para dois objetivos diferentes.

Agora você já pode começar a se preparar para investir em Tesouro Direto. Sem dúvidas, essa é a melhor opção para quem quer mais segurança e tranquilidade no investimento. Entretanto, não esqueça de acompanhar como o mercado se movimenta. 



Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.