Saiba como funciona o parcelamento do PIX que começou a funcionar em 2022

Descubra como funciona o parcelamento do PIX, como as instituições financeiras oferecem essa nova modalidade e se vale a pena. Confira!

Você já ouviu falar no parcelamento do PIX? Essa é uma nova modalidade que tem chamado atenção de muitas pessoas. A modalidade de pagamentos automáticos do Banco Central, o PIX, está ativa desde 2020 e é uma das opções mais utilizadas. Afinal, você não paga a taxa e o dinheiro cai na hora. 

Mesmo com pouco tempo no mercado, a modalidade já trouxe uma novidade: o parcelamento através do próprio PIX. Ele está disponível, mas ainda gera muita dúvida sobre como funciona. Por isso, vamos entender como funciona? Então, separamos algumas informações interessantes sobre o parcelamento do PIX.

Você também precisa ler: 

Como funciona o parcelamento do PIX?

O Banco Central liberou a modalidade do parcelamento do PIX ainda este ano, mas nem todos os bancos disponibilizam para os seus clientes por enquanto. Para saber, basta entrar em contato com o seu banco e perguntar se oferecem o serviço. 

O funcionamento é muito simples: Você realiza o pagamento de algum produto/serviço parcelado, mas a pessoa recebe à vista. Com isso, você vai pagando mensalmente as parcelas. É como se você pagasse com cartão de crédito, mas sem precisar de um.

É importante ressaltar que a operação possui juros, mas eles ainda não foram definidos pelo Banco Central. Por isso, os bancos fazem as suas próprias regras. Então, você precisa avaliar se realmente vale a pena para você. Afinal, o parcelamento do PIX pode ser mais uma forma de você se endividar. Todos os conhecimentos sobre as questões financeiras também precisam ser aplicados nessa situação. 

Como cada instituição financeira opera o parcelamento?

Alguns bancos e instituições financeiras já oferecem essa modalidade aos seus clientes. Separamos o funcionamento em três deles para você conhecer: PicPay, Santander e Mercado Pago. Confira:

  • O parcelamento do PIX no PicPay

Para realizar a operação no PicPay é preciso cartão de crédito. Por enquanto, essa é a única forma de aproveitar a modalidade. Então, se você precisa pagar à vista algo que não pode ser pago no cartão de crédito, você transforma o seu limite do cartão em “dinheiro” e parcela na sua fatura. 

Por exemplo: Você tem R$ 1.000 de limite no cartão, mas não tem nada de saldo na carteira digital PicPay. Entretanto, você precisa realizar um pagamento no valor de R$ 500 que não pode ser pago no cartão apenas em “dinheiro”. Então, você retira esse saldo do seu cartão de crédito utilizando a modalidade do parcelamento através do PIX. Com isso, você paga a outra pessoa à vista e parcela na sua fatura. 

  • O parcelamento do PIX no Santander

O Divide PIX, do banco Santander, permite um parcelamento de até 24x com parcela mínima de R$ 5. Todo o processo de contratação é realizado de forma digital e é muito simples. A taxa de juros é de 3,09% ao mês. Vale ressaltar que essa é a taxa do Santander, ok?

  • Mercado Pago

O parcelamento do Pix no Mercado Pago só pode ser realizado caso já tenha uma linha de crédito pré-aprovada na instituição financeira. Além disso, o valor liberado precisa ser igual ou superior ao que deseja usar. É possível parcelar em até 12x com parcela mínima de R$ 15. 

Essas são as principais informações sobre a nova modalidade do PIX. Não esqueça de analisar bem o seu cenário atual antes de realizar o parcelamento. Afinal, será mais uma dívida no mês. 

> Assine nossa Newsletter para ler conteúdos exclusivos!

Quer receber Notícias Diárias no Telegram? Clique aqui.

Comentários estão fechados.