Censo 2022: O recenseador não apareceu, o que fazer?

A coleta de informações destinadas ao Censo de 2022 começou e , desde então, a pesquisa tem enfrentado muitos problemas. Confira!

A coleta de informações destinadas ao Censo de 2022 começou na primeira semana de agosto deste ano e, desde então, a pesquisa tem enfrentado problemas de pagamento, imprevistos e atrasos.

Por isso, o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) decidiu prorrogar o prazo até o início de dezembro. A previsão anterior era terminar os trabalhos até 31 de outubro deste ano.

Assim, o objetivo é refletir a realidade dos brasileiros – a população estimada é de cerca de 215 milhões de pessoas.

O último levantamento do IBGE, divulgado em 1º de novembro, indica que participaram da pesquisa 136.022.192 pessoas em 47.740.071 domicílios, o equivalente a 66% da população.

O que fazer se o recenseador não aparecer em sua residência?

Os recenseadores visitarão 89 milhões de endereços cadastrados no Brasil até o final da pesquisa.

Em algumas cidades como São Paulo, Rio de Janeiro e Cuiabá, o IBGE aponta dificuldades em atender a população no preenchimento do questionário ou obstáculos impostos por porteiros e síndicos.

Para tentar driblar as restrições, o IBGE recomenda que os recenseadores conversem com esses profissionais e avisem que os moradores serão visitados em breve para que possam ser orientados.

Se o recenseador aparecer e não estiver ninguém em casa?

Caso o recenseador não encontre o morador na primeira tentativa, deixará uma mensagem informando que passou no domicílio e que também pode contatá-lo por telefone.

Depois disso, ele voltará pelo menos mais quatro vezes para tentar completar a enquete.

Após essas tentativas, o próximo passo do fiscal é retornar aos endereços onde os moradores se ausentaram ou se recusaram a responder. Em seguida, ele envia uma carta de notificação com um e-ticket para responder em até 7 dias via web.

Segundo o IBGE, apenas um morador do domicílio é suficiente para responder a pesquisa para todos. O indivíduo deve ter pelo menos 12 anos de idade e também ser capaz de fornecer as informações necessárias.

O IBGE solicita dados como nome, telefone, e-mail e CPF. Todas as informações são sigilosas, protegidas por sigilo e utilizadas apenas para fins estatísticos, ressalta a agência.

O que fazer se não puder esperar em casa?

Nesse caso, você tem a opção de agendar a coleta para outro dia e horário, que pode ser feito pessoalmente ou por telefone. Isso permite que você alinhe sua agenda com a do balcão para garantir que a visita seja a mais tranquila possível.

O IBGE não informou como agendar, mas informa que é possível entrar em contato com o CAC (Centro de Apoio ao Censo) pelo telefone 0800 721 8181 para solucionar qualquer problema ou tirar qualquer dúvida. A ligação é gratuita.

Pode-se preencher a pesquisa por telefone ou online?

Sim. O Censo 2022 veio com essas duas alternativas de resposta ao questionário além do formulário presencial. Porém, você terá que aguardar a visita do recenseador de qualquer forma, pois ele irá preencher o cadastro para você responder como quiser.

Segundo o instituto, o morador tem sete dias para preencher e enviar as respostas. Se você não preencher o autopreenchimento online, ainda poderá responder por telefone.

O que acontece se não responder à pesquisa do censo?

Responder ao IBGE é uma obrigação legal e acarreta multa de até R$ 12 mil para quem se recusar.

No caso dessa recusa, o morador recebe uma notificação e, caso persista nessa atitude, pode ser multado em até dez salários-mínimos vigentes, esclarece o instituto.

Por isso, o IBGE estimula a participação da comunidade e ressalta a importância de responder ao censo para que os resultados da coleta façam diferença no desenvolvimento e futuro do país.

Como identificar um recenseador?

Para facilitar a identificação, os recenseadores sempre usam uniforme, que inclui colete de identificação, boné censitário, crachá e um dispositivo eletrônico de registro de dados, o DMC (Dispositivo Móvel de Coleta).

Caso queira confirmar a identidade do profissional, basta acessar o site do Respondendo ao IBGE ou ligar para 0800 721 818. Os dados são exibidos no crachá, que inclui também um QR code que direciona para a seção de identificação do site.

 

Quer receber Notícias Diárias no Telegram? Clique aqui e acompanhe o nosso portal.

Comentários estão fechados.