Bndes aprovou financiamento de R$ 490 milhões à Eve; Veja!

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou o financiamento de R$ 490 milhões da Eve para um projeto futurista.

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) autorizou o financiamento de R$ 490 milhões da Eve Soluções de Mobilidade Aérea Urbana, subsidiária da Embraer, para a primeira etapa de desenvolvimento de aeronaves de decolagem e pouso vetical (eVTOL).

Nesse sentido, o montante representa 75% do investimento total nesta fase de desenvolvimento de projetos voltados para pesquisa e desenvolvimento (P&D), que é de R$ 652 milhões.

Assim, desse total, R$ 80 milhões são provenientes do Programa BNDES Fundo Clima (subprograma Mobilidade Urbana) e cerca de R$ 410 milhões da Linha Finem – A/Inovação Incentivada.

Também conhecido como carro voador, o eVTOL pertencente a Eves, vai ser projetado para voos urbanos, oferecendo menor nível de ruído e maior sustentabilidade em relação aos veículos convencionais.

Assim, o veículo estará disponível no mercado com zero emissões locais a partir de 2026.

Outrossim, este veículo será totalmente elétrico a bateria e poderá inicialmente transportar quatro passageiros mais o piloto em uma distância de até 100 quilômetros.

Além disso, a emissão de ruídos das aeronaves será até 90% menor à dos helicópteros.

Razões de o BNDES investir nessa área

O BNDES aponta que o mercado de mobilidade aérea urbana nas próximas décadas será determinado por vários fatores.

Dentre alguns destes, pode-se mencionar o crescimento da população urbana e as restrições de espaço rural e custos elevados de melhoria de infraestrutura, bem como altos níveis de poluição local dos meios de transporte tradicionais.

Dessa maneira, usando a tecnologia inovadora, os eVTOLs permitirão viagens curtas que são mais rápidas do que os meios tradicionais e sem emissões locais de gases de efeito estufa.

Nesse ponto, o diretor de créditos produtivos e socioambientais do BNDES – Bruno Aranha, destaca que a operação vinculada ao fundo climático é particularmente simbólica, pois envolve o desenvolvimento de um produto disruptivo que reduz a emissão de gases.

Ademais, o Co-CEO da Eve (André Stein) afirmar acreditar que o apoio não apenas acelerará a inovação, mas também o surgimento de uma nova forma de aviação mais sustentável com aeronaves eVTOL, que ajudará a transformar a indústria e a mobilidade urbana e reduzir a poluição sonora.

Diz ainda que o BNDES será um parceiro fundamental para concluirmos o desenvolvimento de nosso portfólio de produtos e serviços.

VTOL e eVTOL: O que são?

Em linhas gerais, VTOL trata-se de acrónimo para a palavra que vem do inglês “Vertical Take-Off and Landing”, que quer dizer “Decolagem e Aterragem Vertical”.

Porém muitas das empresas estão trabalhando com o modelo “Electric Vertical Take-Off and Landing” (eVTOL), o qual utiliza energia elétrica em vez do combustível fóssil, a exemplo do querosene e a gasolina.

Sobre o BNDES

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social cuida-se de uma empresa pública de âmbito federal sediada na cidade do Rio de Janeiro, que tem como objetivo o financiamento de longo prazo e investimento em diversos segmentos da economia do país.

O BNDES é um órgão da administração pública indireta vinculado ao Ministério da Economia que procura apoiar empresários de todos os portes, incluindo pessoas físicas, a realizar seus planos de modernização, expansão e novos negócios.

Ele considera o potencial de geração de emprego, renda e inclusão social no Brasil, com o objetivo de melhorar a competitividade da economia brasileira e melhorar a qualidade de vida da população.

Assim, trata-se de um dos maiores bancos de desenvolvimento do mundo.

Quer receber Notícias Diárias no Telegram? Clique aqui e acompanhe o nosso portal.

Comentários estão fechados.