Automotivação: O que é e como você pode desenvolvê-la?

O que é automotivação? Essa frase tem se tornado cada vez mais comum, e existem algumas razões muito interessantes para sua popularidade.

Você sabe o que é automotivação? Essa frase tem se tornado cada vez mais comum no mundo corporativo, e existem algumas razões muito interessantes para sua popularidade.

Em razão disso, hoje vamos explicar tudo a ver com o termo soft skill, ou seja, uma habilidade comportamental muito valorizada no mercado de trabalho.

Para saber mais sobre sua importância e como se tornar uma pessoa automotivada, não deixe de ler os parágrafos a seguir.

O que é automotivação?

O significado da palavra automotivação pode ser explicado transformando-a em dois termos:“auto” e “motivação”.

Nisso, quando pensamos em motivação, imaginamos estímulos e fatores que fazem você agir.

Para uma definição mais formal temos o significado do dicionário Michaelis: “Conjunto de fatores de natureza afetiva, intelectual ou fisiológica que atuam sobre o indivíduo e determinam seu comportamento”.

Então, o que muda se você adicionar o prefixo auto à palavra? Significa que algo é relativo a si mesmo, assim como a autoestima é a autossatisfação e a autonomia é a capacidade de tomar decisões por si mesmo.

Desta forma chegamos à conclusão de que a automotivação é a capacidade de ser você mesmo para motivar, dependendo apenas de fatores internos.

Nesse caso, todas as possíveis causas externas de motivação não influenciam sua vontade e tomada de decisão, razão pela qual essa habilidade é tão importante em sua vida profissional.

Garante que você se sinta motivado e possa perseguir seus objetivos por vontade própria, que independe de elogios, promessas, visões e opiniões de outras pessoas, por exemplo.

Isso garante autonomia e independência em sua carreira e aumenta suas chances de se manter focado e comprometido em alcançar seus objetivos.

Importante, não é? Mas como é possível desenvolver essa habilidade? Existem técnicas e dicas para se automotivação? A boa notícia é que sim, existem algumas maneiras de editar esse traço em você e você pode explorar cinco delas abaixo.

Como ser uma pessoa automotivada?

Desenvolva um plano de vida e carreira

Parte de abraçar a automotivação vem da necessidade de ter objetivos. Assim você sabe exatamente o que quer e como chegar lá.

Assim, para conseguir organizar seus objetivos e metas, não deixe de contar com planos de vida e carreira, afinal, seus motivos profissionais também podem estar ligados a propósitos pessoais.

Uma maneira interessante e eficaz de montar seus planos é pensar em metas de curto, médio e longo prazo que tornem o processo mais tangível.

Veja também:

Logo, você sabe o que deseja alcançar, como e em que prazo. É mais fácil manter o estímulo quando as metas são objetivas e mais relacionadas a você do que a fatores externos.

Trabalhar o autoconhecimento, a autoestima e a inteligência emocional

Porém, ter um plano é apenas o primeiro passo de um longo processo.

É também sobre o equilíbrio da saúde mental e uma série de habilidades que fazem a diferença, pois ajudam você a criar um relacionamento mais saudável e tranquilo consigo mesmo.

Alguns exemplos são a autoconsciência, para entender melhor a si mesmo e como você age, se comporta e reage às situações da vida, autoestima e autoconfiança, acreditar em si mesmo e reconhecer seu valor, e inteligência emocional, o ajuda a lidar com as emoções e frustrações.

Uma excelente forma de buscar esses fatores é por meio da psicoterapia, realizada sob a supervisão de um psicólogo qualificado.

Esses profissionais são especialistas e fornecem todas as técnicas e suporte necessários para um processo seguro, tranquilo e centrado no seu bem-estar e autoconhecimento.

Seja claro sobre seus valores, objetivos e vontade

A automotivação muitas vezes se perde porque as pessoas não conseguem determinar seus valores, objetivos e vontade.

Dessa forma, é difícil ter motivação interior quando você não tem uma definição do que é importante para você e inegociável.

Como resultado, seus planos estão soltos, você não pode tomar decisões e depende de avaliações e opiniões externas para seguir em frente.

Por isso, entender seus valores e objetivos é essencial para essa jornada: eles serão sua âncora, o caminho para se manter nos trilhos ao longo da jornada.

Mas não é extremismo, certo? É preciso ter flexibilidade para entender que você vai mudar de ideia, opinião e vontade, isso é normal e esperado.

Quer receber Notícias Diárias no Telegram? Clique aqui.

Comentários estão fechados.